O que é FIES e como funciona?

Fazer faculdade é o sonho de vários estudantes e, diferentemente do que muitas pessoas acreditam, pode ser mais simples do que se imagina. Isso porque o governo federal oferece programas como o FIES para facilitar a entrada do jovem na graduação. Mas, você sabe o que a sigla significa e como funciona o processo de validação?

Se sua resposta é negativa, não se preocupe! Neste post que preparamos especialmente sobre o assunto, você vai entender o que é, qual o objetivo e como ocorre o financiamento. Então, leia agora mesmo e tire todas as suas dúvidas!

O que a sigla FIES quer dizer?

Antes de conhecer os detalhes sobre o programa, saiba que o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um projeto do governo federal criado em 1999. A ideia do Ministério da Educação, pasta que controla o benefício, é ampliar o acesso de estudantes com menor condição financeira ao ensino superior.

Quais são os objetivos do programa?

O principal objetivo do fundo estudantil é garantir que os jovens cheguem a instituições de ensino superior no país. Contudo, vale ressaltar que o FIES não se trata de uma bolsa integral do curso, mas sim de um financiamento de longo prazo. Ao final da graduação, o aluno retorna o pagamento mensal ao governo.

Quais são as condições para aplicação?

Para participar do FIES, é necessário estar matriculado em graduação presencial avaliada pelo Sistema Nacional de Avaliação com nota igual ou superior a 3. Antes disso, a pessoa deve ter feito, no mínimo, 450 pontos no ENEM. O financiamento se divide em duas modalidades: o FIES e o P-FIES, que são definidas pela renda da família.

A modalidade FIES é destinada a pessoas cuja renda familiar não ultrapassa 3 salários-mínimos. Já o P-FIES é para aqueles que têm de 3 a 5 salários per capita entre os contribuintes da família. Os detalhes do financiamento são definidos pelo banco na hora da contratação.

Como é o processo até a validação do FIES?

O processo começa com a inscrição no programa pelo Sistema de Seleção online, no qual o candidato deve preencher os dados pessoais. O site faz uma pré-seleção do estudante e valida as informações cadastradas. A classificação considera o número de vagas no curso pretendido e a nota obtida no ENEM.

Com a confirmação, a pessoa beneficiada deve ir até a instituição superior na qual se matriculou para concluir a etapa. Após isso, o aluno comparece a uma agência do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal (o agente financeiro que libera o crédito) em até 10 dias.

Ao todo, o candidato precisa apresentar documentos como CPF, identidade, comprovante de residência e documento de regularidade de inscrição expedido durante o processo de seleção do FIES. Também é necessário validar documentação do fiador.

Neste texto, você aprendeu que o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) amplia o acesso de milhões de brasileiros à faculdade.

O programa federal é direcionado a estudantes com menor condição financeira e adia o pagamento do curso. Além disso, você descobriu quais são as condições e como é o processo para conseguir o benefício.

Agora que você está por dentro de todas essas informações sobre o FIES, surpreenda-se com estas 9 dicas para escolher a melhor escola para o seu filho!