Como conversar com filhos sobre a exposição na internet?

Atualmente, a tecnologia faz parte de forma intensa do cotidiano, sendo que é praticamente impossível viver sem as praticidades que ela agrega. Por esse motivo, pessoas de todas as faixas etárias estão presentes no mundo online. Mas quando se trata de crianças e adolescentes, é preciso muita cautela com a exposição na internet.

Apesar de tantos benefícios, há o risco de superexposição e de contato com pessoas mal-intencionadas. Para evitar problemas, é fundamental conversar sobre o assunto com os filhos. Por isso, neste artigo, separamos algumas dicas sobre como conversar sobre a exposição na internet com eles. Confira!

1. Entre nas principais redes sociais

Para que os pais entendam quais são os possíveis riscos que o filho corre, é preciso entrar nas redes sociais e entender o seu modo de funcionamento. As mais acessadas pelo público jovem são o Instagram, o WhatsApp e o YouTube, seguidas pelo Facebook.

Além disso, entender as redes sociais e fazer parte delas é uma boa forma de melhorar a comunicação, visto que o pai poderá falar com propriedade sobre o que pensa.

2. Explique os cuidados com fotos e vídeos

Atualmente qualquer smartphone tem uma câmera de boa qualidade e aplicativos em que se pode compartilhar fotos. Dessa forma, o número de imagens de jovens na rede é bastante alto.

É importante que as crianças e adolescentes entendam que o que é compartilhado não pode entregar dados importantes sobre a sua vida, como o local da residência ou onde estuda. Afinal, assim poderiam ser facilmente encontradas, o que é perigoso.

Para os adolescentes, é fundamental falar sobre a exposição de fotos íntimas para que futuramente não haja arrependimento. Nesse contexto, é preciso orientar que o que é compartilhado na rede jamais se apaga e problemas na internet podem ter consequências para o resto da vida.

3. Alerte sobre os perigos de contato

Na vida real, crianças e adolescentes são orientadas a não conversarem com estranhos, não é mesmo? É importante conversar o mesmo sobre o mundo virtual. Isso porque, atualmente, sabemos que pessoas que aplicam golpes procuram suas vítimas na internet e as crianças e adolescentes são presas mais fáceis.

É preciso explicar aos pequenos que, infelizmente, muitas pessoas mentem na internet e não aparentam ser quem falam que são. Sendo assim, oriente que os pais devem ser informados caso o contato online peça informações pessoais, como endereço ou dados bancários, ou tente marcar um encontro presencial.

4. Monitore de perto o uso da internet

É interessante estar na companhia dos filhos quando eles utilizam aparelhos eletrônicos. Para os adolescentes, principalmente, essa pode ser uma medida difícil. A dica é não invadir a privacidade e dialogar bastante, mostrando-se sempre interessado e disponível para ser um suporte.

Os perigos na internet existem e sempre estarão presentes. Cabe aos pais estarem presentes e orientar em todas as questões para evitar problemas futuros. Lembre-se que a educação na internet começa desde cedo e, com recomendações importantes e simples, o seu filho ficará seguro.

Entendeu como evitar a exposição na internet? Então, agora leia nosso post sobre como conversar com seus filhos sobre namoro na adolescência!